quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Dever Ser .



O pó espalhado no rosto
disfarçava a noite de insónia.

A pele preparava-se 
para o negro delineador.

De olhar escurecido
espreita o espelho.

Escondia-se por detrás
de máscara obrigatória.

A dor camuflada
na boca carmim.

De essência silenciada
abriu a porta e encarou os outros.

Ela?
Não importava.

Despida de identidade
era o que devia ser.

Pérola



23 comentários:

luisa disse...

Porque nos obrigamos, por vezes, a colocar essas máscaras?

S* disse...

Não gosto quando temos de esconder a dor.

edumanes disse...

Dever Ser,não! és...
Um talento da poesia
Vês bem onde colocas os pés
E no pescoço a gargantilha.

Vê o teu rosto no espelho
Dele não tenhas vergonha
Se a esconde não a veja
A tua cara risonha.

Boa noite para ti, amiga Pérola,
um beijo
Eduardo.

Cadinho RoCo disse...

Poema delineado pela mais fria expressão do que nos esconde em maquiagens.
Cadinho RoCo

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Um poema muito profundo...por vezes temos que nos despir de nós.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

nelma ladeira disse...

Realmente é um poema profundo!Forte!
Gostei muito.
Agradeço a visita em meu cantinho.
Beijinhos.

Cidália Ferreira disse...

Bom dia Parola

Gostei de ler
Quantas vezes temos que esconder a "identidade"..

Beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Felina disse...

Sempre tive dificuldade em usar mascara mas ás vezes é preciso

Excelente descrição

Beijo

Diana Filipa Fonseca disse...

Todos nós somos o melhor que podemos ser, mesmo que por vezes não saibamos o que somos.

Sinval Santos da Silveira disse...

Bom dia!
Maravilhoso texto!
Parabéns pela sensibilidade...
Um abraço
Sinval

Sinval Santos da Silveira disse...

Bom dia!
Maravilhoso texto!
Parabéns pela sensibilidade...
Um abraço
Sinval

Bell disse...

Profundo!!
Tantas vezes precisamos disfarçar para o mundo que estamos bem não é?

Mas aprendi assim,ninguém precisa saber da nossa dor, chore tudo que tiver que chorar no seu quarto, mas no outro dia por onde passar, passe linda e irradiante. Não podemos dar o prazer para a turma da fofoca e da inveja de ver a gente de cabeça baixa.

bjokas =)

Arco Iris disse...

É uma realidade
Por vezes temos que pôr uma máscara (não gosto nada)
Bjs
Bom >Fim de Semana

Beatriz Bragança disse...

Minha querida
Quantas vezes disfarçamos o que nos vai na alma?!
O «socialmente correcto» obriga-nos a muitos sacrifícios...
Somos boas actrizes,quando é preciso,para não incomodarmos ninguém, nem aborrecermos quem nos rodeia com os nossos lamentos.
Belíssimo texto para exprimir um estado de alma tão comum,infelizmente!
Muitos parabéns.
Beijinhos da
Beatriz

Laura Santos disse...

Infelizmente há alturas em que as máscaras são necessárias, e é escolhida uma de acordo com a situação...:-(
Gostei muito do poema. A identidade tem muito que se lhe diga.
xx

Adriana Helena disse...

Boa tarde Pérola!
Vim conhecer o seu espaço virtual ele é de uma delicadeza imensa!
Tem poesias, tem alegria, tem vida pulsando por aqui!

Agradeço a gentileza da sua presença e da sua visita lá no meu cantinho! Também estou te acompanhando em todas as suas redes sociais!
Com certeza é o início de uma grande amizade!
Abraços!
Adriana

Manuel Marques disse...

Obrigado por ter aderido ao meu blog! Bj!

Parapeito disse...

lá está...quem vê caras...nao ve corações...Gostei. gostei Pérola. brisas doces***

Emilie Lorena disse...

Maravilhosa a forma como descreveste as máscaras que tantas vezes usamos.

Evanir disse...

Quantas vezes buscamos em nossas amizades
uma palavra de carinho .
E quantas vezes tem me faltado
tempo para deixar o carinho que
gostaria de receber.
Hoje estou feliz por estar aqui
para acarinhar sua alma.
E dizer o quanto você
é importante para mim.
Estou deixando na postagem um mimo
do dias das crianças.
Não por achar que você ainda é
uma criança.
Mais sim a eterna criança que existe em cada um de nós.
Um feliz e abençoado final de semana.
Beijos ternos e carinhosos, Evanir.

Fê blue bird disse...

Tantos rosto andam por aí assim, escondidos atrás da máscara da dor.

LINDO, PARABÉNS!


beijinho

emanuel disse...

Tanto sofrimento escondido porque talvez a vida seja demasiada punidora para quem na agustia da tristeza não tenha quem o ampare ,muitos beijinhos

O tempo das maçãs disse...

Não tinha pensado em como a tristeza anda mesmo fora de moda e dá-lhe maquiagem para escondê-la, porque o que importa é sair bem na foto.

Belíssimo, Pérola.

:)