domingo, 13 de outubro de 2013

Quando



Quando me ofereces indiferença,  
eu  ensaio novas cores apelativas.

Quando me gritas uma sílaba,
eu canto disfarçando o ruído.

Quando a critica é  teu carinho
eu sorrio ternuras mudas.

Quando me viras as costas
eu corro e prendo-te em abraço.

Quando teu olhar me fulmina
eu atiro-te um beijo.

Quando o desamor aflora
eu recordo-te afetos escondidos.

Mas . . .
Quando me dizes que não tenho escolha
eu simplesmente morro!

Pérola


31 comentários:

Mona Lisa disse...

A indiferença mata!

Beijinhos.

✿ chica disse...

LINDO!!! Sempre bem inspirada! beijos,chica

edumanes disse...

Indiferença não te ofereço
Nem a ti, nem a ninguém
Se a tua confiança mereço
Podes confiar em mim também.

Reforçados de paixão
A ternura nunca é em demasia
Para contentar o coração
Os teus gritos são de alegria.

Se eu escreve assim
Seria um poeta
Não tenho jardim
Não sou jardineiro
Sou aqui na terra
Da noite companheiro!

Boa noite para ti,
amiga Pérola, um beijo
Eduardo.

Ives disse...

E quantas vezes chegamos ao ponto de não ter escolhas, e ter que enfrentar um sofrimento de peito aberto! abraços

Magda Carvalho disse...

Já te estou a seguir obrigada pelo comentário.

O tempo das maçãs disse...

Bonito, Pérola, mas há sim uma alternativa... ir embora, porque ele não te merece.

Beijinho e boa semana.

Jack disse...

Flor mas que blog mais lindo
estou começando a organizar meu casamento agora o seu tem mtas dicas gostaria de te ver lá me acompanhando pra a gente trocar mta coisa
me favorita?
bjusss

JP disse...

Temos sempre escolha...sempre. Se o "desamor aflora" temos de procurar o lado escondido...

Beijo

A Gata de Saltos Altos disse...

Gostei bastante de cada palavra.

Um beijinho e boa semana *

http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

Cidália Ferreira disse...

Bom dia
Maravilhoso...Gostei muito..

Beijo

Géssica (Kinha) disse...

Passando para desejar uma linda semana!

Beijo

Ritinha disse...

Bom dia linda!
A indiferença é cruel demais!!!!
E quanto ao meu amor pelo Grandão é algo que há mais de 11 anos alimentos, cuido, zelo, e torno nossos dias bons de se viver.
Respeito, carinho, cumplicidade, diálogo e respeito.
Bjs e excelente semana
Ritinha

Laura Santos disse...

Por vezes não há mesmo escolha, porque o que tem que ser tem muita força...existe o inevitável e não há volta mesmo.
Gostei da forma como o poema sofre essa reviravolta final. Muito bom!
xx

Felina disse...

Há quem não mereça o amor de alguém

Tudo tem uma saída... menos a morte

Beijoca

Fernanda Bender disse...

"Quando o desamor aflora
eu recordo-te afetos escondidos"... que linda essa frase... aliás, lindo todo o poema...

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Quando o amor é correspondido tudo é aceito,mas quando vemos que não há essa doação de amor,simplesmente temos que partir,para outro relacionamento.
bjs amiga Pérola.

Carmen Lúcia-mamymilu

Arco Iris disse...

Muito bonito!.....
Bjs

Never Told Words disse...

Escolha temos sempre.. muitas vezes somos nós que estamos tão concentradas num único caminho que nem sequer vemos os outros!!

Ricardo- águialivre disse...

A indiferença é um sentimento terrível...dói

Deixo abraço
*******************************
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Bell disse...

Não gosto de indiferença, qdo alguém faz comigo eu simplesmente me afasto e viro uma geleira rs..

bjokas =)

Bell disse...

Não gosto de indiferença, qdo alguém faz comigo eu simplesmente me afasto e viro uma geleira rs..

bjokas =)

Manuel Marques disse...

Quando me abraças
eu digo-te a que sabe a solidão
quando me mostras as palavras
eu apelo à tua razão
quando me beijas
eu ardo de paixão

Bjs

Diana F. Fonseca disse...

Gosto de pensar que temos sempre escolha!

► JOTA ENE ◄ disse...

Há tempos numa poesia falaste em muso, será que se anda a portar mal? Espero que esse muso seja em sentido figurado e tenha servido apenas para 'ilustrar' a tua poesia.

Marta disse...

Obrigado pela dica :)
Já está accionado mas...não foi fácil.

Rapha Barreto disse...

Lindo e profundo!!
Estou seguindo já e coloquei o link do seu blog na minha guia de 101 blogs lá no my life.

Beijos e ótima semana.

http://mylife-rapha.blogspot.com

nelma ladeira disse...

Boa tarde Pérola,lindo poema!!
Agradeço a visita beijinhos.

emanuel disse...

A indiferença nos mata aos poucos e nos consome por dentro e por fora ,um lindo momento de reflexão beijinhos

luisa disse...

Sempre há escolha. Basta ter vontade para escolher.

S* disse...

Oh, dói muito a rejeição.

José Carlos Sant Anna disse...

Como se o outro fora toda vida... mas a confissão é apenas metafórica para mostrar a extensão do amor.
Beijos,