quinta-feira, 7 de junho de 2012

Crónic@s No Feminino ( parte XX )

Aproveitando a pausa de recuperação do folêgo, Santiago entremeou, 'Meu amor, minha querida. Quero pedir-te perdão. És a mulher da minha vida. Só o percebi ontem, quando te vi nos correios. Bem sei que sou um idiota. Portei-me como tal. Assustei-me com a vivência em comum...'
Olhando Santiago nos olhos, Madalena leu a sua sinceridade e arrependimento.
Ficou tocada e acalmou-se.
Santiago ainda não tinha solto as suas mãos. Mickael Bolton cantava 'when a man loves a woman', e rendeu-se.
Para quê tanta luta contra o amor que lhe irrompia de todo o seu ser?
Suavemente, apenas lhe murmurou, 'Não vamos falar do passado. Estás perdoado...'
Em sinal de tréguas, oferece-lhe os lábios prontamente recebidos pela ávido Santiago. Sentia-se como se estivesse no deserto com 50º e Madalena fosse o oásis com águas cristalinas. Sentiu-se refrescado, em paz.
Apesar de todo o seu corpo reclamar Madalena, Santiago recebeu essa tranquilidade como o amor, que tinha insistido em esconder e, finalmente, encontrara casa.
Amava Madalena e era correspondido.
No meio de tanto beijo sôfrego e corpos nus que encontravam prazer no reencontro, os pensamentos de ambos deambulavam pela mesma atmosfera.
Madalena, explodindo de felicidade, conduz o amante para o quarto onde repousam das canseiras amorosas.
Desgrenhados, suados, os olhos de Madalena esborratados, mas com uns sorrisos a iluminar o quarto claro.
Madalena entrança as suas pernas nas de Santiago, busca-lhe o peito e declara-se com um singelo 'Amo-te'.
Santiago, entrelaça os dedos húmidos nos de Mady e sem floreados responde, 'Eu amo-te mais, Madalena. Vamos ficar juntos?'
'Como podes perguntar? Claro que sim, meu amor!', assume, dando-se por vencida, completamente rendida a este amor que lhe dá sentido à vida .
Nessa noite não jantaram, ficaram acordados, saciando os apetites vorazes. Estavam famintos um do outro.
Devoravam-se como só  é possivel entre apaixonados no seu âmago.
Adormeceram com o nascer do Sol, que lhes trouxe a promessa  de uma vida nova.
(FIM)

6 comentários:

Ana Martins disse...

Pérola, boa noite!
Lindo, acabou bem, afinal enganei-me quanto a Santiago.

Venha outro romance, gostei muito deste.

Beijinho,
Ana Martins

aflores disse...

A sério que já acabou? Ou virá por aí a "crise" dos 3 anos? :o)

Tudo de bom.

Margarida Alegria disse...

Aflores, estes contos de fadas não contam essas partes! :)))

Fiquei surpreendida com este final. confesso.
Pois não me convenço com esta de ele se reapaixonar a aprtir de a ter visto nos Correios.
Então é mesmo "longe da vista longe do coração"?
Mas Madalena perdoou-lhe e parece que o "S" se arrependeu.
E estão felizes.
Que continuem assim nesse idílio, então!
Agora vais escrever mais , não?
Um grande beijo e parabéns.

Mona Lisa disse...

E foram felizes para sempre...

Serão?!

Beijos.

Vic disse...

Agora vou ler do princípio. Amanhã falamos :)

Tabuleiro Chic disse...

Meninas, passem agora no TC e confiram os looks lindos que escolhemos para o dia dos Namorados!!!