terça-feira, 26 de junho de 2012

Porvir...

Lança-se a semente.
Deposita-se esperança.
Nascem realidades inesperadas.
Ao sabor das ventanias da vida, crescem ilusões.
Somam-se vãs certezas.
Trancafiam-se verdades, anos desperdiçados.
Vislumbram-se porvires fantasmagóricos.
Agarrando pó, vai-se mais além.
Fustigados pela realidade, perde-se forças.
Migalhas desorganizadas de gente arrastam-se em agonia.
Sonham-se máscaras fantasiosas de projetos quiméricos.
Sem rumo, o horizonte usurpado  e sementes equivocadas.

6 comentários:

Mar disse...

Pérola uma semente preciosa, boa semana minha querida :)
Beijinhos <3

✿ chica disse...

Lindo,Pérola!!beijos,ótimo dia!chica

Opinante disse...

Obrigada por me inspirares!

mfc disse...

Mas que se passa?!
Que texto tão dolorido?!
Vamos lá a sorrir, sim?!
Beijinhos,

Mona Lisa disse...

Quase uma oração de nostalgia!

Que se passa?!

A vida é bela!

Beijos.

Margarida Alegria disse...

"mau maria"! Espero que sejam apenas divagações-..