quarta-feira, 4 de julho de 2012

Acaso


Foi um acaso. Nada fiz, nada planeei.
Surgiste, fortuitamente.
Sem aviso, sem apresentações.
De início, conversas pueris. Sem objetivos, isentas de finalidades.
A dinâmica da comunicação conduziu-me a sentires não estreados.
Mescla de físico e espiritual.
Improvisei uma defesa.
De nada me serviu, não a consegui erigir.
Rendi-me, sem lutas, ao teu sorrisso, a Ti.
Roubaste-me um beijo.
De bom grado me despojei deles e coisas mais.
Era tudo teu, é tudo teu, sou toda tua...por Acaso!

12 comentários:

Mar disse...

Lindo… sem acaso, porque por ti foi escrito hihi :)
Beijinho no <3 e um dia muito muito Feliz :)

✿ chica disse...

Lindo acaso esse,não? beijos,tudo de bom,chica

Arco Iris disse...

Foi um ACASO que se tornou uma linda história de Amor. O Amor tem destas coisas. Lindo !....

Tétisq disse...

Um acaso com muito sentido!*

Opinante disse...

CARA NOVA :)

Mona Lisa disse...

Um acaso chamado cupido!

Adorei o novo look!

Beijos.

Ana disse...

Sim este ano cheguei a ir falar com a psicóloga da minha escola, mas não me adiantou de nada, nós saímos de lá muito mal informados, no entanto eu visito fóruns e tento informar-me pelos sites das faculdades e dos cursos.

Ana disse...

Ps: Gosto do novo look :)

colibri esverdeado disse...

Mudaste de casa, está bonita ;) E que bonitas palavras a acompanhar... Um bejinho!

Margarida Alegria disse...

Lindo lindo lindo!
Como gosto destes teus poemas. Tão musicais e sentidos!
parabéns por esse acaso que te inspirou tanto!

Blackye disse...

Que lindo acaso... espero que estejas muito feliz! :)

aNaMartins disse...

estes acasos deixam-me sem palavras, também foi num acaso que cá cheguei e gostei, :)

o amor é bonito quando é por acaso (que é quase sempre)

mais um belo texto.

beijinho