quinta-feira, 12 de julho de 2012

Batalha de Amor

3640475675_a42b4274b5_large
Mansamente, entraste nos meus vagares.
Despiste-me, lentamente.
Com a roupa, foram-se as conveniências, as certezas, bem como  outras vestes protetoras.
Desnuda, sem armas, declaraste-me guerra.
Rendi-me. 
Prisioneira me tornei, despojada de mim.
Lutámos numa batalha conjunta.
Fatigados, sorrimos.
Usurpara a tua natureza.
Tornei-a minha. 
Mas, já esvaziada, não a consegui acolher.
Da fumaça do combate, eis que nasce outro ser.
Eu mais Tu somos a unicidade invencível, onde os nossos âmagos se revelam, na inteireza.
Na profundidade desse íntimo comum reencontro a minha plenitude.
De mansinho, tornámo-nos exclusivo privilegiado.
Comigo, por tua causa!

13 comentários:

Flor Guerreira disse...

Arrebatador!

Mona Lisa disse...

Intenso e terno, como deve deve ser o amor!

Parabéns, Pérola!

Beijinhos.

Cláudia disse...

Uau!
Muito sensual! =)

Beijocas

Pretty in Pink disse...

Que palavras mais intensas Pérola :) Lindas como sempre :):)

Beijinho*

Arco Iris disse...

Mais um texto lindíssimo e sobretudo muito intenso.
Bjs

Lilá(s) disse...

Hum, gosto das pérolas da tua joalharia...tocante!
Bjs

Isa Lisboa disse...

Essa é uma das melhores batalhas que conheço!
E aqui muito bem retratada!
Beijos

Cláudia disse...

Tens um mimo no meu blog =) **

manuela barroso disse...

Na sensualidade, existe a exclusividade e a alegria do amor partilhado porque verdadeiro.
Surpreendente!
Beijinho

mfc disse...

Intenso, verdadeiro e sentido!
Beijinhos,

apenas umas letras disse...

Palavras para quê? és imensamente romântica. sim, isso é tudo o que deve acontecer numa noite de Amor.. beijos e um abraço

reviraVOLTA disse...

Adoro o texto, parabéns Pérola

O Sexo e a Idade disse...

Adorei o cartoon!
Ahahahahahahahah