sábado, 3 de março de 2012

Ainda a Cor e o Daltonismo

       Nem a propósito! Eu a expressar a minha alegria pelo colorido da vida, eis que ouço uma noticia, na tv, sobre o ser daltonico e a apresentação de  nova sinalética para assinalarem a cor de coisas tão simples como uns sapatos. Sabiam que os daltonicos não podem tirar a carta de condução?
Isto parece que está tudo ligado, ou então está tudo relacionado pelo fio condutor que é o mesmo. Venho falar da subjectividade, lembram-se? À uns 'posts' atrás. Pois bem, tudo é realmente muito subjectivo e por vezes até são os genes que lhe estão na origem.
Há cerca de de 350 milhões de pessoas, neste Planeta Azul, para quem o céu e o mar são verdes. Interessante? Não é?
E, caminhando um pouco mais, não concordam que se pode tratar  de um milagre?
Somos todos da mesma espécie e tão diferentes, pelas mais variadas razões.
Como já disse, a realidade apresenta-se conforme os sentidos de quem a observa.
Magnifica, a diferença !

8 comentários:

tétisq disse...

Muito interessante, ainda ontem ouvia alguém dizer que por vezes tinha dificuldade de entendimento com a mãe porque para a mãe o verde e o azul não eram o mesmo que para ela, apesar de o nomearem da mesma forma...a diferença é um verdadeiro milagre...outro seria que, em todos os domínios, a tolerância e aceitação da diferença fossem intrínsecas...*

Multiolhares disse...

eu penso que na verdade somos todos iguais mas com as nossas proprias diferenças e assim deveriamos ter respeito por todos os seres pois no fundo somos unos.
bom fim de semana

Isa Lisboa disse...

Também vi essa notícia. É algo em que não pensamos, que alguém pode ter dificuldade em escolher a roupa, um gesto simples que tomamos como garantido.
E quem sabe se na realidade o mar não é verde? ;)

Nita disse...

Adorei passar por aqui!

Beijo da Nita :)...

Pérola disse...

É verdade: somos todos tão semelhantes e ao mesmo tempo tão diferentes. Que maravilha a riqueza de que é composta a diversidade. Neste Mundo apressado, tendemos a massificar tudo e quem, por algum motivo tem dificuldade a adaptar-se, por vezes, sente-se marginalizado. Temos de construir um Mundo onde ninguém fique de fora e aprender com as diferenças

Pérola disse...

Somos todos unos, com as nossas diferenças. Diferenças estas que nos enriquecem e deveriam aproximar-nos.

Pérola disse...

Sendo azul, verde ou vermelho, a verdade é que adoro o mar. E, realmente, temos de prestar mais atenção às diferenças do outro para que,talvez, nos seja dada a atenção merecida às nossas próprias 'nuances'.

Pérola disse...

Retribuo com um beijinho.