domingo, 18 de março de 2012

' O Saber e o Sabor '

                                                                        
O saber e o sabor têm a mesma raíz verbal. Na prática, têm a mesma finalidade: ambos podem contribuir para que tenhamos Vida - uma vida agradável e feliz. O sabor é a sensação que certas substâncias fisicamente provocam no gosto ou paladar. O saber, ou sabedoria, é o conjunto de conhecimentos adquiridos pelas faculdades ou intelecto. A diferença é apenas complementar.
A maioria dos conhecimentos adquirem-se pelos sentidos. O que lhes é mais agradável, habitualmente também é mais fácil de aprender. Diz-se que para aprender uma coisa é melhor saboreá-la e, quanto mais dela se sabe, mais se saboreia. Na Antiguidade, entendia-se a sabedoria a este nível prático. Obtinha-se sobretudo pela experiência e em ordem a ser experimentada, na prática da vida.
O segredo estava em conhecer a relação e a ordem existentes entre o que sucede ou se faz e o que daí resulta. Conforme o resultado é bom ou mau para a vida  (dos outros e do próprio), assim se deve, pelo menos, tentar fazer ou evitar.
Saboreando os resultados, cado sejam positivos, sabe-se, pelo menos, que tudo se deve empreender para os obter.
A sabedoria é como uma dona de casa que põe a sua mesa, convida os seus hóspedes e lhes oferece frutos saborosos e nutritivos. Cabe-nos a nós a escolha de experimentar e saboreá-los a fim de que conheçamos o seu sabor e desta forma continuar, ou não, a saboreá-los. Tal como na vida e tudo o que ela nos oferece.

6 comentários:

mfc disse...

Gostei desta interpretação gostativa e olfactiva sobre a vida e o conhecimento... e na realidade muitas das sensações boas da vida passam por aí de uma forrma simples e linda!

Valsita disse...

é por isto que eu gosto tanto deste blogue... Fazes-me pensar em coisas que de outra forma nem me passariam pela cabeça. Adorei esta associação entre sabores e saberes.. tens toda a razão!

Pérola disse...

Como todas as coisas simples da vida, quase não damos por elas.

Pérola disse...

E terem a mesma origem: o sabor e o saber, não é interessante?

Marques e Leote disse...

Olha aqui está um blog que não se vê todos os dias! Apesar de ser rapaz adoro cozinhar, foi algo que me foi incutido desde tenra idade. (eu sem que pode não ter muito a ver com o texto magnifico texto) Contudo sem o conhecimento devido cozinhar deixa de ser uma arte e passa a ser um desastre! Daí que eu diga que adoro cozinhar porque está aliado ao conhecimento (ao saber) :)

V. Marques

Visita o nosso blog se quiseres: http://ourworldourstyle.blogspot.pt/ e torna-te seguidora se gostares! Nós somos os teus seguidores nº100 :)

Pérola disse...

Nem mais, o cozinhar é um ótimo exemplo da proximidade entre o saber e o sabor.