quinta-feira, 1 de março de 2012

., Mal entendidos com ponto e vírgula.,


                                   


Vão-me perdoar, mas tenho de falar disto. Não gosto de mal entendidos e já perdi algumas 'coisas' por causa deles, não quero perder mais, pelo menos sem antes tentar esclarecer a situação.

O perspicaz bloger ponto e vírgula tem tido a gentileza de tecer uns comentários muito propositados neste meu pequeno espaço. Têm sido muito bons, e têm-me feito pensar , o que eu adoro.

Sou, talvez, um bocado confusa, porque, desde que me conheço, caminho numa demanda de respostas, dum não sei o quê, que desemboca tudo nesta minha pessoa.

Fiquei triste, sim porque só queria agradecer e as minhas palavras foram sentidas com um valor oposto ao com que tinham sido escritas. Peço desculpa ao pontinho e também à virgulazinha, foi sem intenção o que quer que tenha sido interpretado. Nunca foi com má intenção (eu sei que de boas intenções está o inferno cheio). Muito pelo contrário, sempre acolhi os comentários com muito apreço e sincero agradecimento.

Lamento e espero que o querido ponto e vírgula me perdoem, pela minha desajeitada maneira de ser ou escrever.

Tenho dito: estou triste!

8 comentários:

ponto e virgula disse...

não faz sentido essa tristeza!!!

afinal, todos nós temos uma maneira de escrever que pode ser interpretada, por outros, erradamente quanto ao nosso sentir. isso é perfeitamente normal!
abre-se assim a porta principal que nos leva ao átrio florido de diálogo ou, se assim entenderes... do esclarecimento.

não faz sentido essa tristeza!!!

não te guies pelo que os outros possam pensar e sê tu mesma. o feedback terás sempre no comentário seguinte...

é fácil entrar na tristeza mas...
é tão difícil sair dela...

cá fora está o diálogo à tua espera, acredita!!!




a...té

Olhó Mau Feitio disse...

Às vezes somos mal interpretados mas a conversar é que as pessoas se entendem :)

Pérola disse...

Tenho esta permeabilidade, que detesto, diga-se de passagem, ao exterior e, apesar da não querer, acabo influenciada, mais do que seria desejável, por ele.
Gosto do diálogo, não monólogos, ou retórica imperativa.
Agora, no que toca a ser eu própria, é um exercicio de difícil execução, ainda não descobri bem porquê. Mas, não desisto! Continuo a tentar, é o que me resta.
Quanto à tristeza, servirá para desfrutar melhor da alegria.
Obrigado pela partilha.
Aguardo novos, frutuosos e floridos diálogos!

Pérola disse...

Tens muitissima razão. Assim, se queira conversar. Lamento que na minha vida não me quisessem ouvir só porque sim. Eu bem gostaria,...
Obrigado pelo apoio, és muito querida!

Maria disse...

Mal-entendidos acontecem, mas acho que a via diplomática é a melhor maneira de os resolver. Espero que tudo se solucione pelo melhor

O blog da S. disse...

Não tens que ficar triste, a vida é mesmo assim, feita de maus entendidos.
O mais importante é a nossa consciência. :)

Pérola disse...

Obrigado pelo teu interesse, tudo está esclarecido. E. afinal, transformou-se em mais uma coisa boa nesta minha caminhada que se espera frutuosa.

Pérola disse...

Prefiro os mal entendidos esclarecidos. eu sei que nem sempre o conseguimos, contudo desta vez ficou tudo 'cristalino' como água. Tanto carinho, não tenho como agradecer.