segunda-feira, 26 de março de 2012

* S O N H A R *


E, porque por aqui, se tirou o dia para questionar. Sim ! Tudo pôr em questão, nada aceitar caído do céu, delicadamente ou aos trambolhões. Mente inquieta? Não sei. Cetica? Sempre.
O sonho
Faz parte da da nossa natureza, a humana pois claro, sonhar. Sonhamos acordados ou a dormir, com o possível e o inantigível, com a realidade desejável ou simplesmente com o ideal. Ninguém questiona, sonhamos!
As tormentas que hoje se fizeram convidadas, interrogam-me: 'do que és capaz para alcançar os teus sonhos?'
'Desconheço os meus limites', respondo.
Mas, tal ignorância não as satisfaz. Querem perscrutar o meu íntimo, atiram-me com um espelho que não ouso olhar. Insistentes, cansam-me, não me dão tréguas.
'Qual a tua zona de conforto que dispões perder em troca dos sonhos?', a chover no molhado, prosseguem.
'Não sei', retorqui.
A batalha está longe do seu término, para não falar da guerra que, se arrasta, colada a mim, não tem fim à vista.
Só sei que preciso de sonhar, como de água, como de alimento. A calmaria não aparece apesar de gritar o seu nome.
No meio de tanto turbilhão de perguntas, resta-me o sossego do sonho, mesmo que de pesadelos feito.


8 comentários:

tétisq disse...

Continua a sonhar e de preferência de dia...acho que é o que sonhamos de dia que comanda a vida.*

Miss Desastre disse...

Concordo com a tétisq, é o sonho que comanda a vida.
Nada é mais importante, nem nos leva tão longe como os nossos sonhos!

Beijinhos :*

Minharealidade disse...

Sonhar é bom, apesar de muitas vezes o acordar ser desastroso

- HGabiL disse...

Obrigado ^^ Se tiver inspiração para o acabar terei todo gosto que o leias ^^

Bj

Mona Lisa disse...

Sonhar faz parte da vida!

Vivo a sonhar e sonho a viver!

Beijos.

Margarida Alegria disse...

Não sei o que seria de mim, se me cortassem a capacidade de sonhar. Já basta o esmorecer contínuo da possibilidade de realizar muitos dos sonhos.
Mas lá dizia Sebastião da Gama:
"Pelo sonho é que vamos
Comovidos e mudos.
Chegamos? Não chegamos?
..."
Ups! Não me lembro do resto...:))
Mas a ideia do poema é que não fazia mal alcançarmos ou não completamente a meta dos sonhos, desde que não desistissemos de sonhar. Um poema que esteve muito em voga, mas que tem andado mais esquecido nos últimos anos, quando é intemporal.

Enigmático Byjotan disse...

Nunca devemos deixar de sonhar,se pararmos de sonhar, deixamos de viver realmente.Para nossos sonhos, para nossas vidas.Beijo de quem te lê e gosta muito.:-BYJOTAN.

mfc disse...

Quais os nossos limites?! Só o saberemos quando colocados perante os factos...! Mas normalmente conseguimos superarmo-nos (e surpreendermo-nos).
Vamos muito além do que nos julgaríamos capazes.
Gosto destes temas e de pessoas que se interessem por eles.
Pensar a vida é importante.
Beijos,